Guia completo do Bullet Journal

Você já ouviu falar em Bullet Journal? 

Nas palavras do próprio criador do método, Ryder Carrol, o BuJo (apelido dos íntimos) é “dedicado à todos aqueles que amam criar listas, anotar coisas, espalhar post-its, registrar tudo e desenhar um pouco. Trata-se de um sistema analógico para a era digital que te ajudará a lembrar do passado, organizar o presente e planejar o futuro”. 

(Bem) resumidamente trata-se de uma agenda totalmente personalizada.

A proposta original é bem diferente do que a gente encontra como referência hoje em dia, então vou dividir esse post em duas partes pra que a gente entenda bem o método como foi criado e as suas adaptações 🙂

O método original do Bullet Journal - como fazer

Quando criou o Bullet Journal, Ryder pensou em algo que simplificasse a organização de sua rotina e ao mesmo tempo unisse todas as suas anotações, compromissos e “devaneios” em um só lugar. A famosa bagunça organizada. 

Tudo o que ele usou foi um caderno em branco, uma caneta, e a seguinte sequência de páginas:

1. Índice

A primeira página de um BuJo é o ÍNDICE, que vai indicar o número da página em que está cada informação ali dentro. (Você mesmo enumera as páginas, no cantinho de cada folha).

Índice Bullet Journal
Registro Futuro Bullet Journal

2. Registro Futuro

A segunda seção a ser criada é o REGISTRO FUTURO: você vai usar algumas páginas para anotar compromissos e planos futuros, separados por mês. 

3. Registro Mensal

Em seguida, seguindo a mesma ideia, você vai fazer um REGISTRO MENSAL (do mês atual), indicando todos os dias do mês, e anotando os compromissos de cada um de forma breve. Na página ao lado você pode escrever mais informações sobre os seus compromissos e tudo o que tem que fazer naquele mês que não tem data específica. (Esse padrão se repete mensalmente)

Registro Mensal Bullet Journal

4. Registro Diário

O último “padrão” de página do BuJo é o REGISTRO DIÁRIO, onde você anota diariamente os seus compromissos, tarefas e notas, simbolizados com ícones que você escolher ou com os sugeridos pelo Ryder. (• para tarefas, x para tarefa concluída, > para tarefa migrada, < para tarefa programada, ○ para eventos, – para notas, * prioridade, ! inspiração e um olhinho para “explorar mais”)

Bullet Journal - Registro Diário
Registro diário
Ícones Bullet Journal
Ícones sugeridos pelo Ryder

A partir daí a criatividade fica por sua conta. Você pode fazer quantas páginas quiser, sobre o que quiser, onde quiser dentro do caderno (daí a importância do índice). Pode listar os filmes que quer ver, os que já viu, metas, finanças e tudo mais o que estiver na sua mente e você quiser organizar, catalogar ou apenas registrar.

E simples assim, você tem um Bullet Journal! 

Esse é um resumo do método criado por Ryder, se você quiser saber mais sobre o método original, você pode acessar https://bulletjournal.com/ (em inglês) ou até mesmo comprar o livro que ele escreveu explicando tudo o que envolve o método e mostrando um passo a passo de como aplicá-lo: O método Bullet Journal: Registre o passado, organize o presente, planeje o futuro .

As adaptações do método

Apesar de toda a praticidade que apresentei até agora, se você pesquisar “Bullet Journal” em qualquer plataforma de busca vai encontrar páginas super enfeitadas e coloridas com layouts diferentões e cheios de informação. Com o passar do tempo o BuJo virou, além de um caderno de organização, uma ferramenta artística.

Reprodução: Pinterest

Algumas pessoas usam até cadernos diferentes para organizar e registrar assuntos específicos como leituras, gestação, viagens, etc.

Reprodução: Pinterest

Nada disso é errado, visto que o Ryder incentiva a liberdade criativa no método. Mas é verdade que referências assim podem assustar quem nunca ouviu falar sobre Bullet Journal e afastar quem tenta usar o método e não consegue manter o ritmo de enfeitar o caderno todas as semanas.

Podemos perceber então que o Bullet Journal é um dos métodos de organização mais democráticos da atualidade, se adaptando à realidade e necessidades de cada um, podendo ser minimalista ou super decorado, com os mais diferentes tipos de categorias, campos e temas.

Bullet Journal, como fazer o meu?

Já deu pra ver que é bem mais fácil do que parece, né? Então pega um caderno que tá dando sopa por aí, ou dá uma olhada nas opções de cadernos artesanais lindos disponíveis na loja da Voa Lua, e comece a montar o seu próprio BuJo!

Se quiser mais referências para se inspirar dá também uma olhada na pasta “Bullet Journal” que criamos no nosso Pinterest. E quando começar a usar compartilha com a gente lá no @voalua no instagram <3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima